Aprenda a aprender com a Técnica Feynman

A Técnica Feynman é uma das técnicas de estudo mais eficazes quando se trata de aprender algum conteúdo de forma profunda.

Em apenas 4 passos, você será capaz de aprender qualquer coisa que desejar!

Neste artigo você vai conferir:

Conheça Feynman
Aprenda a aprender com a Técnica Feynman: 4 passos para aprender de verdade
1. Escolha o tema
2. Ensine uma criança
3. Identifique e preencha suas lacunas de conhecimento
4. Organize, simplifique e conte uma história
Benefícios de utilizar a Técnica Feynman

Aproveite para baixar nosso eBook:

Baixe grátis nosso eBook:Técnica Feynman

Conheça a Técnica Feynman e aprenda como aprender DE VERDADE tudo o que você quiser. Nada de mágica ou fórmula pronta: alcance o aprendizado profundo em 4 passos!

Técnica Feynman

Conheça Feynman

Richard Philips Feynman (1918 - 1988), foi um brilhante físico norte-americano, ganhador do Prêmio Nobel de Física em 1965, que ficou conhecido para além do mundo das ciências exatas.

Sua abordagem e maneira de estudar inspirou a criação da  "Técnica Feynman", uma técnica para aprender qualquer coisa em quatro passos.

Além de ter sido um dos precursores da eletrodinâmica quântica, Feynman era muito admirado por sua ilustre capacidade de sintetizar e explicar conhecimentos científicos complexos.

Usando pensamentos concisos e linguagem simples, ele era capaz de viabilizar o entendimento de tais conceitos até mesmo por uma criança.

Fazia isso simplificando ao máximo sua explicação, utilizando a linguagem menos técnica possível, sem o emprego de jargões ou vocabulário complexo, demonstrando ser capaz de "desmontar" o conceito e montá-lo novamente através de termos comuns.

Feynman priorizava o raciocínio sobre a memorização. Para ele, existem dois tipos de conhecimento: conhecer o nome de algo e conhecer algo.

Existe uma exorbitante diferença entre a memorização de palavras e termos e o conhecimento verdadeiro.

Por reconhecer a importância do conhecimento verdadeiro, durante a faculdade, Richard Feynman elaborou um método para aprender qualquer coisa de verdade.

Este método foi sintetizado em quatro passos para aprender de verdade.

Aprenda a aprender com a Técnica Feynman!

Técnica de Feynman: 4 passos para aprender de verdade

Richard Feynman em preto e branco.
Aprenda a Técnica de Feynman para aprender qualquer coisa, de verdade.

A primeira coisa que você precisa saber é que a Técnica de Feynman se adapta perfeitamente ao modo como o cérebro aprende.

Em vez de focar na memorização, o método prioriza a verdadeira compreensão profunda de conceitos, indo além do conhecimento do significado dos termos.

Entenda: saber atribuir significados aos termos (conhecer o nome) é  essencialmente diferente de saber alguma coisa (conhecer algo).

Com essa técnica, você aprende a aprender de verdade, ultrapassando a fronteira da simples memorização da semântica dos conceitos, aprendendo a desconstruí-los para compreendê-los e depois reconstruir e explicar de modo que até mesmo uma criança entenda.

A Técnica de Feynman pode até parecer demasiadamente simplista em um primeiro momento, mas lembre-se de que ela foi desenvolvida há décadas por um premiado físico vencedor do Prêmio Nobel e que vem resistindo ao teste do tempo, sendo utilizada por grandes personalidades mundiais, como Elon Musk.

Baixe grátis nosso eBook:Técnica Feynman

Conheça a Técnica Feynman e aprenda como aprender DE VERDADE tudo o que você quiser. Nada de mágica ou fórmula pronta: alcance o aprendizado profundo em 4 passos!

Técnica Feynman

Confira quais são os quatro passos para aprender de verdade segundo a Técnica Feynman:

1. Escolha o tema

Primeiramente, defina o tema sobre o qual tenha interesse em adquirir conhecimento verdadeiro. Pode ser um conceito, uma teoria ou a história de algo.

Lembre-se apenas de escolher um tópico claro e específico, vez que a intenção aqui é se aprofundar o máximo possível.

A técnica não te ajudará a compreender, por exemplo, toda a matemática. Por isso, não escolha um tema muito amplo.

Delimite o tema à um tópico menor, tal como o Teorema de Pitágoras, aproveitando o exemplo anterior.

Depois de escolher e delimitar o tema, anote tudo o que você já sabe sobre ele. Coloque no papel todos os pontos que for capaz de lembrar sobre o assunto, preferencialmente escrevendo à mão.

Anotações em um caderno, um óculos sobre o caderno e uma mão segurando uma caneta.
Anotar tudo o que você sabe sobre o assunto é o primeiro passo da Técnica Feynman.

Estude o assunto buscando as melhores fontes e os melhores livros sobre o assunto. Anote todas as novas informações obtidas, sempre com suas palavras.

Não copie trechos de livros e explicações técnicas. Suas anotações devem refletir o seu entendimento.

O tempo dedicado a esse primeiro passo vai depender do seu cronograma e disposição.

O ideal é não usar mais do que 25% do tempo total a ser dedicado ao tema, pois neste momento você ainda não identificou quais são as lacunas do seu conhecimento em relação ao tema.

Evite estudar mais e mais sobre algo que já tem conhecimento verdadeiro e negligenciar aquilo que ainda não tem.

Portanto, estude apenas até sentir que consegue explicar o tema e então avance para o segundo passo.

2. Ensine uma criança

Feynman acreditava que se você fosse capaz de ensinar um conceito a uma criança, significa que realmente sabe do que está falando.

Obviamente não é possível explicar qualquer coisa a uma criança e fazer com que ela entenda, mas a ideia é conseguir explicar o assunto da maneira mais simples e compreensível possível.

Pois para explicar qualquer tema em termos simples, sem fazer uso de palavras técnicas, é necessário desconstruir a ideia, compreender e depois reconstruir, e isso só consegue fazer quem realmente entende do assunto.

Por isso, o segundo passo da Técnica Feynman para aprender de verdade é preparar uma explicação sobre o tema em pauta, escrevendo da maneira mais clara e simples possível, de modo que até uma criança possa entender o que você está explicando.

Uma criança apontando para um livro que um adulto segura.
Ensinar para uma criança é o grande truque da Técnica Feynman.

Simplificar conceitos, sendo eles complexos ou simples, não é tarefa fácil e alguns pontos devem ser observados:

Use termos simples: não utilize jargões, terminologias técnicas ou vocabulário denso.

Parece contraditório, mas a linguagem que você utilizará para explicar o tema demonstrará o seu grau de conhecimento em relação a ele: quanto mais rebuscada e com termos técnicos, menor aparentará ser o seu conhecimento.  

Seja breve: lembre-se que está explicando o assunto para crianças e que estas possuem um tempo restrito de atenção, exigindo que você entregue conceitos no menor tempo possível, por isso, seja objetivo e não enrole sobre o assunto.

Ao preparar sua explicação, você pode encontrar alguma dificuldade em colocar pensamentos em sua anotação, e isso mostra que você tem espaço para melhorar.

Se tiver como explicar de verdade para uma criança (preferencialmente de sete a dez anos), aproveite essa oportunidade para aplicar a técnica da melhor maneira possível. Mas se não tiver, não tem problema!

Apresentar para si mesmo diante do espelho é suficiente para identificar suas lacunas de conhecimento.

Neste caso, imagine que está explicando para uma criança bem inteligente e curiosa, que vai chamar sua atenção para qualquer parte da explicação que não faça sentido.

3. Identifique e preencha suas lacunas de conhecimento

Este é o ponto em que o aprendizado real acontece. Depois de ensinar a uma criança, analise: em quais pontos você se confundiu ou teve dificuldade na explicação? São esses pontos que você precisará revisar.

Avalie seu desempenho não pelo conhecimento da criança que ensinou, mas pelas suas dificuldades.

Aos explicar em voz alta sobre o tema, você provavelmente se perdeu em algumas partes, ou ainda simplesmente não soube o que dizer a respeito daquele ponto do conteúdo.

Identifique essas lacunas de conhecimento e revise suas anotações sobre o tema, complementando os espaços vazios do seu conhecimento que foram identificados, até entender de verdade cada um dos pontos nos quais teve dificuldade em simplificar a explicação.

Cuidado para não gastar seu tempo revisando aquilo que conseguiu explicar com clareza, pois isso significa que você já compreendeu bem e pode otimizar seu tempo estudando aquilo que ainda não foi compreendido.

Não fique na sua zona de conforto revisando aquilo que você já sabe.

Recorra aos livros, pesquise na internet ou peça ajuda a quem entende do assunto, seja um amigo ou professor.

Utilizar analogias e imagens pode te ajudar. Esforce-se para não deixar de preencher nenhuma de suas lacunas.

O ideal é que, após esse procedimento, você seja capaz de explicar esse aprendizado novamente a uma criança, lembrando ser esse o princípio basilar da Técnica Feynman: quando você consegue explicar um assunto a uma criança, significa que você realmente aprendeu o que estava estudando.

4. Organize, simplifique e conte uma história

Revise novamente suas anotações, mas agora organize e simplifique ainda mais!

Comece a contar uma história sobre o tema, com explicações concisas, reunindo as partes mais vitais do seu conhecimento.

Leia sua história em voz alta para perceber se a linguagem empregada deixa de ser simples em algum momento, bem como tropeços na explicação, as quais podem indicar pensamentos incompletos.

Se identificar novas falhas na sua compreensão, volte ao terceiro passo.

Se tiver como, tente explicar o tema para um colega que não conhece o assunto e avalie se realmente alcançou o conhecimento verdadeiro.

Homem apontando uma caneta para uma folha de anotações enquanto explica a uma colega.
Explicar o tema a um colega é importante para aplicação da Técnica Feynman.

Benefícios de utilizar a Técnica Feynman

Além do conhecimento verdadeiro adquirido sobre o tema estudado, a Técnica Feynman proporcionará a você:

  • desenvolvimento da sua capacidade de pensar criticamente;
  • aprender a tomar decisões mais assertivas e embasadas; e
  • ao aprender a ensinar, você se ensina a aprender.

Não encare essa técnica como a solução de todos os seus problemas com o estudo, mas sim como mais uma ferramenta que você pode utilizar para aprender coisas novas ou aprofundar seu conhecimento.

Agora que você conhece os quatro passos para aprender de verdade, que tal começar a estudar utilizando a Técnica Feynman?

Bons estudos!

Baixe grátis:Autodidatismo para iniciantesConheça os 5 passos para se tornar autodidata, mudando hábitos e desenvolvendo habilidades complementares. Ser autodidata é mais fácil do que você imagina e nós vamos te provar isso!BAIXAR AGORA
Capa eBook
Continue aprendendo
Como organizar seus estudos com o Kanban: da indústria japonesa para sua parede!

Aprenda a organizar seus estudos com esse método de origem japonesa que surgiu na indústria e é utilizado por milhares de empresas e pessoas.

Estudos
Trabalho em grupo: vilão ou mocinho?

Na escola, faculdade ou trabalho, ele sempre está presente! Descubra como o trabalho em grupo ajudará no sucesso da sua carreira e relacionamentos.

Comportamento