Conheça os 3 tipos de graduação e saiba como escolher a melhor para você!

Tipos de graduação

Sempre que encerramos um ciclo e estamos prestes a iniciar um novo, muitas dúvidas surgem nas nossas cabeças.

Isso porque estamos caminhando rumo ao desconhecido e não queremos errar nas nossas escolhas.

É normal não ter certeza quanto à que curso fazer na graduação. Quem já nasce sabendo o que quer ser quando crescer é exceção que comprova a regra.

A maioria de nós não sabe o que quer para a vida, mas somos obrigados a escolher no auge da nossa imaturidade.

Por isso, antes de falar sobre os tipos de graduação existentes, acho importante te dizer que sua escolha não é definitiva.

Você sempre poderá migrar de um curso para outro ou até mesmo desistir de cursar o ensino superior.

Atualmente pouco valor tem sido atribuído às formações acadêmicas nas mais diversas áreas, por isso se não está conseguindo escolher ou terminar sua faculdade, fique tranquilo!

Haverá espaço para você no mercado de trabalho!

Mas se você está totalmente perdido e não sabe nem qual tipo de graduação quer cursar, talvez eu possa te ajudar.

Neste artigo, vou tratar sobre as diferenças entre bacharelado, licenciatura e tecnólogo, as três espécies de ensino superior existentes no país.

Assim, escolhido o tipo de formação que você quer ter, suas opções são reduzidas, facilitando sua escolha.

Vamos lá?

Antes de explicar as diferenças, vamos dar uma olhada nas semelhanças entre os cursos de bacharelado, licenciatura e tecnólogo:

  • ambos conferem diplomas de nível superior;
  • são oferecidos por instituições de ensino superior (faculdades, universidades, centros universitários, institutos federais de educação, etc.);
  • para entrar em qualquer um deles, é obrigatório ter concluído o ensino médio;
  • para o diploma ter validade, tanto a faculdade como o curso precisam ser reconhecidos pelo MEC;
  • em qualquer um dos três você pode ingressar via vestibular tradicional, vestibular agendado, ProUni, Sisu ou mesmo com a nota do Enem –  isso vai depender da instituição.

Ou seja, a forma e os requisitos para ingresso são os mesmos e todos valem como ensino superior.

O que vai mudar de um para outro é o tempo de duração, o foco e o grau conferido, como vamos ver agora.

Em resumo, as principais diferenças são:

Tabela resumindo as principais diferenças entre os tipos de graduação: duração e foco.

Tempo de duração

A principal diferença entre bacharelado, licenciatura e tecnólogo é o foco da formação, o que implica em durações distintas para cada tipo de curso.

Um bacharelado dura entre 3 e 6 anos, enquanto a licenciatura costuma ter duração de 4 a 5 anos. Já o tecnólogo, por sua vez, tem a menor duração entre eles: normalmente, dura entre 2 e 3 anos.

Foco da formação

Como dito, esta é uma das principais diferenças (se não a principal) entre os cursos de bacharelado, licenciatura e tecnólogo.

O foco de cada um destes cursos de nível superior é na formação de um tipo diferente de profissional, conforme você verá a seguir.

Bacharelado

Veja, o bacharelado tem por escopo formar profissionais generalistas. Nesta modalidade, o estudante tem um panorama amplo da área.

A grade curricular conta com disciplinas teóricas e algumas práticas, de modo a possibilitar que o aluno tenha uma visão geral dos aspectos mais relevantes da sua área.

Assim, ao concluir o curso, o aluno está apto a atuar em diversos ramos de uma mesma área do conhecimento.

Caso queira, o estudante pode se especializar em uma das áreas abrangidas pela sua graduação, seja por meio da experiência no mercado de trabalho ou de pós-graduação.

Licenciatura

A licenciatura forma essencialmente educadores e por isso o currículo conta com disciplinas ligadas à pedagogia e didática.

Quem se forma em licenciatura está apto a lecionar nos ensinos fundamental e médio.

Já o tecnólogo, por sua vez, é uma formação específica em determinada profissão.

A grade curricular conta com uma carga elevada de disciplinas práticas, muito mais do que no bacharelado ou licenciatura.

Isso porque está intrinsecamente ligado às necessidades do mercado de trabalho.

São organizados em "eixos tecnológicos", uma classificação do MEC que distribui os cursos por área de atuação no mercado e vai desde "Ambiente e Saúde" até "Segurança".

Visto isso, perceba que a melhor graduação será aquela que está mais alinhada com seus objetivos.

Se você não sabe qual profissão quer seguir ou em que ramo quer atuar, comece pensando em que tipo de formação quer ter:

  • profissional generalista – bacharelado;
  • educador – licenciatura;
  • profissional específico – tecnólogo.

Grau conferido

Embora os cursos de bacharelado, licenciatura e tecnólogo confiram ao formando um diploma de nível superior, o grau de cada um é diferente.

Em relação ao diploma, tanto o curso quanto instituição precisam ter o reconhecimento do MEC para que este seja válido.

Vale dizer, também, que nos cursos a distância, o aluno recebe um diploma que vale tanto quanto o presencial, desde que o curso seja reconhecido pelo MEC.

Por essa razão, a informação sobre a modalidade (presencial ou a distância) nem chega a aparecer no diploma.

Em relação ao grau conferido:

  • bacharelado confere grau de bacharel;
  • licenciatura confere grau de licenciado;
  • tecnólogo confere o grau de tecnólogo.

O grau de bacharel é exigido para o exercício de algumas profissões, tais como de Advogado, Médico e Engenheiro.

Alguns concursos públicos de nível superior, sobretudo na área de Direito, também exigem o diploma de bacharel.

Já o grau de licenciado é exigido para lecionar. Também é possível fazer concursos públicos que exigem nível superior.

Com grau de tecnólogo, além de entrar no mercado de trabalho, o profissional formado também pode seguir seus estudos em uma pós-graduação e participar de concursos públicos que exijam nível superior.

E agora, que tipo de graduação fazer?

Conversei com um amigo que cursou o bacharelado em Direito comigo e hoje está cursando licenciatura em Letras - Alemão.

Segundo ele, além da diferença de carga horária e grade curricular, percebeu que o curso é muito mais teórico se comparado ao bacharelado.

Na licenciatura estuda-se muito mais as teorias, autores e livros, ampliando o conhecimento sobre os tópicos estudados.

O que faz sentido, pois aqueles que se tornam licenciados devem estar aptos a repassar conhecimento. Para repassar conhecimento, você deve ter estudado profundamente cada tema.

Então, se você é uma pessoa mais prática, objetiva, dificilmente gostará de cursar uma licenciatura.

Do mesmo modo, se não é muito fã de leitura, terá problemas em concluir o curso.

A formação de tecnólogo, por sua vez, é muito mais prática e específica do que a do bacharelado e da licenciatura.

Ela prepara profissionais para atuarem em determinado segmento de uma área específica.

Por isso, antes de escolher qual tipo de graduação buscar você precisa entender quais são seus objetivos com o curso e, sobretudo, se está disposto a desenvolver as habilidades que aquele tipo de formação exige.

Em síntese, pode-se dizer que o Bacharelado forma profissionais de maneira mais abrangente, para atuarem em qualquer segmento da área, mesclando teoria com prática.

A licenciatura é bem mais teórica, visando formar professores.

E o tecnólogo tem enfoque voltado para a prática, formando o aluno para uma profissão específica dentro da área escolhida.

Deu para entender a diferença? Ficou com alguma dúvida? Conta pra gente aqui nos comentários! :)

Baixe grátis:Mapa do Meta-aprendizadoConfira o passo-a-passo para criar seu mapa do meta-aprendizado e aprimorar o seu processo de aprendizagem. Com o mapa do meta-aprendizado, aprender qualquer coisa fica fácil!BAIXAR AGORA
Capa eBook
Continue aprendendo
Cronograma e Ciclo de Estudos: entenda a diferença

Organização e planejamento são essenciais para o estudo de qualidade. Mas para ter sucesso, você precisa escolher as ferramentas adequadas.

Estudos
Como escolher uma pós-graduação: entenda a diferença entre stricto sensu e lato sensu e descubra qual é a melhor opção para você

Descubra o que fazer após a graduação de acordo com seus objetivos. Conheça os tipos e espécies de pós-graduação para tomar a decisão certa!

Estudos