Adaptação em 11 passos: aprenda a lidar com mudanças de maneira positiva e produtiva

“Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças.” – Leon C. Megginson

Adaptação é, sempre foi e sempre será fator de sobrevivência. Basta ver como no último ano, com a pandemia do Covid-19, todos nós tivemos nossa capacidade de adaptação colocada à prova.

Adaptação é a habilidade de adequar-se a novas situações. Quanto mais fácil você lida com mudanças, maior é sua habilidade de adaptação.

Quer saber o que significa adaptação e como desenvolver essa habilidade? Então leia esse artigo e aprenda os 11 passos para aprender a adaptar-se a qualquer situação!

O que significa adaptação?
Adaptação é sinônimo de Resiliência?
Adapte-se ou morra: a importância da adaptação para nós humanos
11 Passos para desenvolver a habilidade de adaptação

O que significa adaptação?

Depende. No contexto da biologia, a adaptação dos organismos é objeto central do estudo desta ciência e se refere às alterações biológicas que o processo evolutivo apresenta.

Mas aqui estamos falando da soft skill, a habilidade de acostumar-se ao novo.

Portanto, se você está interessado em saber qual é o conceito de adaptação, saiba que este dependerá do seu contexto.

Por isso, a adaptação que aqui vamos ensinar é aquela habilidade de saber lidar com as transformações, aceitar as mudanças, abraçar o novo, inovar e adequar-se.

Como falamos constantemente aqui no site da Apetrecho, especialmente no artigo sobre Lifelong Learning, as transformações na Nova Era do Conhecimento, ou Era Digital, estão acontecendo em ritmo difícil de ser acompanhado.

Mais adiante tratarei sobre a importância da adaptação nos dias de hoje. Mas antes, vamos tentar compreender verdadeiramente o que significa adaptação.

Em primeiro lugar, cabe a ressalva de que adaptação não é simplesmente aceitar mudanças. As mudanças não dependem (na maioria das vezes) da sua aceitação para ocorrerem, e você não tem outra opção além de aceitá-las.

Adaptação está mais relacionada à uma postura ativa. É interagir com a mudança que ocorreu. Isso significa dominar o sistema novo implementado na sua empresa, gerenciar com sucesso sua nova equipe ou apresentar bom desempenho em um novo cargo.

Pode-se dizer que adaptação consiste em:

  • ter flexibilidade – ou como se diz por aí “jogo de cintura” – para lidar com diferentes e inesperadas situações;
  • ser curioso e sempre ir atrás de novidades;
  • ter coragem para lidar com o medo e enfrentamento das mudanças;
  • ser resiliente, isto é, superar crises e dificuldades, sem perder os valores e a essência.

Parece complexo, mas garanto a você que não é. Leia os 11 passos para aprender a arte da adaptação que apresentaremos ao final deste artigo e fique craque em adaptação!

Adaptação é sinônimo de Resiliência?

Não. Resiliência tem muito mais a ver com recuperação, dar a volta por cima ou permanecer forte diante de uma adversidade. Pode-se precisar ou não de adaptação para ser resiliente. Mas nem sempre a adaptação é necessária à resiliência.

Por isso, empregar adaptação como sinônimo de resiliente não é adequado. Tanto que o site Sinônimos elenca como sinônimo de resiliência: superação, recuperação, resistência, força, invulnerabilidade, inatacabilidade, estoicismo.

E como sinônimo de adaptação: acomodação, ajuste, acomodamento, adequação, ajustamento, amoldagem, amoldamento, apropriação, justura, moldagem.

Não confunda ser resiliente com estar adaptado: lembre-se que adaptação consiste em uma postura ativa, de interação positiva com a mudança.

Adapte-se ou morra: a importância da adaptação para nós humanos

Já parou para refletir qual a importância da adaptação para nós humanos?

Além da adaptação biológica, necessária à evolução e sobrevivência da nossa espécie, a habilidade de adaptação social, no trabalho, às novas tecnologias e informações tem ganhando destaque nos dias atuais.

Isso porque estamos migrando de uma Era Industrial para uma Era Digital. Na era Digital, o conhecimento é a nova ferramenta de trabalho e adaptar-se aos novos meios de produção é necessário à sobrevivência.

“Mudar é difícil. Não mudar é fatal!” – Leandro Karnal

Esse fato se deve às mudanças ocorridas nas últimas décadas que impactaram de modo irreversível não só a comunicação e relações humanas, como também a maneira de trabalhar.

E na Nova Era, “inteligência é a capacidade de se adaptar à mudança”, como bem ponderou Stephen Hawking.

Aprenda agora como lidar com mudanças de maneira positiva e produtiva em 11 passos.

11 Passos para desenvolver a habilidade de adaptação

Vetor com cadeirante e outras pessoas utilizando computadores
Melhore sua capacidade de adaptação em 11 passos.

1. Saia do piloto automático e da sua zona de conforto

O primeiro passo para desenvolver sua adaptação é perder o medo de sair da sua zona de conforto e desligar o piloto automático.

Pare e reflita para onde sua vida está indo, quais são e como estão seus planos para o futuro. Olhe ao seu redor e pense criticamente: como é o ambiente ao seu redor e o que você pode fazer para melhorá-lo para você e às outras pessoas?

Coloque seu cérebro para funcionar! Pare de seguir o fluxo e comece a agir.

2. Aprenda coisas novas e esteja sempre preparado

Existe uma série de habilidades chaves que você pode procurar desenvolver para estar pronto até mesmo para os desafios mais ousados, como assumir um cargo de gerência na sua empresa ou abrir um novo negócio.

Além disso, quando deparar-se com desafios, mantenha a calma, seja paciente e determinado. Assim você será capaz de analisar os fatos com mais clareza e reagir da melhor forma possível.

Também tenha em mente que adquirir novos conhecimentos é parte de qualquer processo de adaptação. Pois em um cenário de mudança, você deixa um ambiente conhecido para trás e entra em um novo. Isso exige a aquisição de novas habilidades para que tire proveito da mudança.

Pratique o Lifelong Learning e esteja pronto para o futuro.

3. Olhe para o futuro e inove

John F. Kennedy, 35° presidente dos Estados Unidos, disse certa vez:

“A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado ou para o presente irão, com certeza, perder o futuro.”

Quer se adaptar às mudanças da melhor forma possível? Então antecipe-as.

Fique por dentro das tendências do seu ramo de atuação e sobre os assuntos de sua preferência.

Em projetos profissionais, antecipe problemas e apresente soluções. Procure estar um passo à frente sempre.

4. Mantenha-se aberto ao novo

Não se conforme e não caia no comodismo. Esteja aberto a novas oportunidades, sempre ouça-as e analise com calma. Não responda automaticamente “não” por ser mais fácil.

Deixe de ser preguiçoso e analise, racionalmente, os benefícios que esta novidade trará à sua realidade. Tente identificar as oportunidades, elas podem estar onde você menos imagina!

É comum que a primeira reação em relação a mudanças seja relutar contra e sentir medo, sem ao menos dar-se ao trabalho de analisar criticamente a situação e buscar os pontos positivos.

Mude sua postura e abrace o novo. Se der errado, sempre terá outro jeito.

5. Pense fora da caixa e seja criativo

“Você não pode mudar o vento, mas pode ajustar as velas do barco para chegar onde quer. ” – Confúcio

Quando deparar-se com uma transformação, pense fora da caixa e analise a situação com criatividade.

Como você pode fazer com que essa mudança seja mais positiva o possível para você, sua família ou sua empresa?

Foque em melhorar a situação, seja ela qual for. Seja uma mudança boa ou ruim, sempre dá para melhorar.

Pense fora da caixa e faça dos limões, limonada.

Vetor com mulheres fazendo e tomando limonada
Se a vida te der limões, faça limonada!

6. Calcule e tome riscos

Quantas decisões você deixou de tomar para permanecer na sua zona de conforto?

A quantas mudanças você disse não sem nem ao menos analisar seus riscos?

Para melhorar sua capacidade de adaptação aprenda a ter alta capacidade de decisão e segurança para acertar. Não se deixe dominar pelo receio, mas também não se jogue de cabeça sem analisar os riscos.

Calcule-os de maneira inteligente e se for viável, tome riscos. Assuma as rédeas da sua vida de maneira corajosa, mas prudente.

O importante é não ficar paralisado diante de uma decisão por medo.

7. Desenvolva sua inteligência emocional

Já falamos aqui no blog sobre a importância de desenvolver sua inteligência emocional e agora vamos reforçar esse ponto.

Como você lida com suas emoções? Você tem facilidade em identificá-las ou costuma não compreender o que está sentindo?

Para aprender a se adaptar com facilidade você também precisa saber lidar com seus sentimentos em relação à mudança.

Para manter o controle nos momentos de tensão que costumam envolver as mudanças, você precisa se sentir o mais confortável quanto for possível.

Além do mais, ao ter plena consciência acerca dos seus pontos fortes e sobre suas fraquezas, você desenvolve sua autoconfiança – e muitas vezes autoconfiança é a chave da adaptação.

Desenvolvendo sua inteligência emocional, você se sentirá capaz de administrar as mudanças e mais facilmente você se adaptará a elas.

8. Seja otimista e foque nos pontos positivos

Afinal tudo aquilo que você foca, expande. Portanto, diante de novas situações, foque nos pontos positivos. Pelo menos em um primeiro momento.

Tente identificar tudo de bom que essa mudança provocará e só depois se preocupe com os pontos negativos.

Além do mais, mantenha-se otimista se existirem pontos negativos. É aquela velha máxima de ver o copo meio vazio ou meio cheio. Toda situação tem seu lado bom, uma boa experiência ou aprendizado. Procure isso. Foque nisso.

Tenha em mente que a adaptabilidade remete a uma visão positiva do mundo, isto é, uma perspectiva otimista. Portanto, focar nos pontos positivos, é consequência da adaptação.

9. Foque no resultado (não nos processos)

A maioria das mudanças no ambiente profissional estão relacionadas a pessoas e processos. Mudança de gerência, de sistema, de rotina ou de espaço físico.

Se você se apegar a esses fatores, será mais difícil lidar com as mudanças e se adaptar. Por isso, foque sempre no resultado.

Não se preocupe se você vai se acostumar com o novo sistema que está sendo implementado no seu setor. Se preocupe em como você vai repetir ou melhorar seus resultados com ele. Foque nos resultados!

Lembre-se que todas as pessoas possuem um potencial infinito para desenvolver as habilidades e competências necessárias a cada desafio que aparecer. O mais importante é manter o foco no resultado e não nas dificuldades.

Mulher trabalhando em home office
Recentemente, muitas pessoas tiveram que se adaptar ao home office.

10. Pratique o autoconhecimento

Para a maioria dos outros passos aqui citados, o autoconhecimento é pré-requisito. Mas dada sua importância, vamos tratá-lo como um passo à parte.

O medo do desconhecido normalmente nos trava diante de uma mudança. O mesmo se dá em relação à insegurança e ansiedade. Por desacreditar do próprio potencial, mudanças podem parecer assustadoras.

Quer saber como evitar tais sentimentos limitantes? Conhece-te a ti mesmo, como dizia Sócrates.

Se você tem consciência sobre suas qualidades e defeitos, tem inteligência emocional e sabe do que é capaz, torna-se fácil identificar e lidar com as emoções provocadas pelas mudanças.

Esse conhecimento sobre si permite que você reconheça e assuma aquilo que gosta de fazer e sabe desempenhar com naturalidade, facilidade e prazer. Assim, será tranquilo lidar com qualquer mudança, por mais desafiadora que pareça ser.

11. Assuma o controle e adote uma postura ativa

Por último e talvez mais importante: aja!

Adaptar-se à mudança significa aprender a interagir positivamente com ela. Adotar uma postura passiva diante de uma nova situação não demonstra adaptação, mas conformismo.

Além disso, ter o controle sobre suas escolhas e atitudes é fundamental para lidar com as adversidades e desafios que eventualmente serão enfrentados.

Assuma o controle e siga os outros dez passos listados anteriormente. Não há como dar errado: você vai se adaptar a tudo o que se propor!

Muitas vezes a adaptação pode ser mais difícil, especialmente quando envolve questões pessoais. E aí é importante lembrar também que cada pessoa tem seu tempo.

Tanto no âmbito profissional, para se desenvolver, quanto no pessoal, para aceitar e aprender a lidar com o novo, cada pessoa tem seu tempo de adaptação.

Esses passos vão te ajudar a entender o que significa adaptação e como melhorar essa habilidade. Mas você ainda vai precisar ser paciente consigo mesmo e não se cobrar tanto. Não tenha pressa e não desista: você vai se adaptar!

Baixe grátis:9 dicas poderosas para melhorar seu intelectoConfira 9 dicas realmente eficientes para melhorar o seu intelecto! Descubra como ser mais inteligente adquirindo os hábitos certos e fazendo simples mudanças no seu comportamento.BAIXAR AGORA
Capa eBook
Continue aprendendo
Conheça as 3 melhores Técnicas de Negociação e aprenda a conquistar tudo o que quer sem enganar ninguém

Nem só de persuasão vive o negociador! Se quiser fechar bons acordos, é preciso se preparar. Conheça as 3 melhores técnicas para se preparar para negociações e conquistar os melhores resultados.

Soft Skills
Cooperação: o segredo de sobrevivência das formigas e do sucesso das equipes

Para sobreviver, as formigas precisam cooperar entre si. Para ter sucesso, as equipes devem fazer o mesmo. Entenda o que é cooperação e como se tornar um bom cooperador.

Soft Skills