O que são as Soft Skills? Conheça a menina dos olhos dos recrutadores e aprenda a desenvolvê-las

Soft skills é o termo em inglês que designa as chamadas habilidades comportamentais. Elas são o conjunto de competências e habilidades que a pessoa possui e que não estão diretamente ligadas às atribuições profissionais.

Também conhecidas como people skills ou interpersonal skills, as soft skills têm ganhado destaque no mercado de trabalho.

Isso porque, na nova Era do Conhecimento, em algumas empresas, as condições pessoais dos indivíduos estão sendo levadas mais em conta do que experiência ou diploma no momento da contratação.

Neste artigo você vai conferir:

O que são soft skills?
Quais são as soft skills?
Qual a importância das soft skills?
E o que são as hard skills?
Soft skills no currículo: como apresentar suas habilidades comportamentais
Soft skills: como desenvolver as habilidades comportamentais

O que são soft skills?

O termo soft skills, de origem inglesa, foi incorporado – não oficialmente – ao nosso vocabulário e se refere às habilidades comportamentais.

Pode-se dizer que as soft skills são aquelas características comportamentais, de caráter subjetivo, que o indivíduo pode ou não apresentar e que têm influência direta no desempenho do mesmo.

Elas podem dizer respeito à capacidade de cognição do indivíduo ou ao seu relacionamento inter e intra pessoal, conforme a sua natureza.

Se fossemos traduzir de maneira mais literal a expressão soft skills, a tradução seria “habilidades suaves” ou “leves”. No entanto, como você já sabe, não é disso que se trata. Afinal, habilidades comportamentais também podem ser nada leves ou suaves…

Ao contrário do que pode parecer, as soft skills não são opostas às hard skills. Como você verá adiante, as hard skills são habilidades técnicas, que exigem certo estudo ou treinamento para o seu desenvolvimento.

Assim, é incorreto dizer que as soft skills são o contrário das hard skills. Trata-se de dois tipos de habilidades, as quais combinadas formam o arcabouço de competências de uma pessoa.

Por exemplo, uma pessoa pode saber falar inglês, fazer folha de pagamentos e dominar o excel (hard skills), ser comunicativa, ter inteligência emocional e ter um bom relacionamento interpessoal (soft skills).

As soft skills são, portanto, as características comportamentais de uma pessoa, bem mais atreladas à personalidade e às experiências, do que à formação profissional.

Embora os indivíduos possam nascer com certas características que proporcionem mais facilidade no desenvolvimento de certas habilidades, é possível que qualquer pessoa desenvolva qualquer habilidade.

Confira agora os tipos de soft skills e veja alguns exemplos.

Quais são as soft skills?

As habilidades comportamentais, ou soft skills, podem ser classificadas em pelo menos 3 categorias:

  • habilidades cognitivas;
  • habilidades interpessoais; e
  • habilidades intrapessoais.

Vale destacar que essas categorias não são isoladas. Existe uma interseção entre elas e isso significa que algumas habilidades podem estar em mais de uma categoria. Observe:

Gráfico com as 3 categorias de soft skills: cognitivas, interpessoais e intrapessoais
Categorias de Soft Skills

As habilidades cognitivas são aquelas que envolvem estratégias e processos de aprendizado, memória, criatividade e pensamento crítico. Alguns exemplos são a leitura e escrita, memorização, raciocínio lógico, criatividade, etc.

Já as habilidades interpessoais referem-se à capacidade de expressar ideias, interpretar e responder aos estímulos de outras pessoas. Trata-se do próprio relacionamento interpessoal em si, bem como à capacidade de liderança, trabalho em equipe, negociação, e assim por diante.

As habilidades intrapessoais, por sua vez, têm relação com a capacidade de lidar com emoções e moldar comportamentos para atingir objetivos. São habilidades intrapessoais a produtividade, organização, autodisciplina, foco, inteligência emocional, entre outras.

Tabela com exemplos de soft skills.
Exemplos de Soft Skills.

Qual a importância das soft skills?

Como temos falado de maneira constante aqui no Blog da Apetrecho, estamos vivenciando a transição da Era Industrial para a Era do Conhecimento. Leia nosso artigo sobre o Lifelong Learning e entenda melhor do que se trata a Era do Conhecimento.

De maneira sucinta, pode-se dizer que estamos deixando para trás uma Era em que o conhecimento técnico prevalecia. As pessoas formavam-se para realizar certa atividade e a realizavam durante toda sua vida, sempre que possível.

Neste cenário já obsoleto, o mundo corporativo era diametralmente diferente do atual. Observe as diferenças no infográfico:

Transformações no Mundo Corporativo: Era industrial x Era do Conhecimento
Transformações no Mundo Corporativo: Era industrial x Era do Conhecimento

Deste modo, percebe-se que as soft skills tornaram-se um importante diferencial para o currículo das pessoas. Isso porque as empresas se deram conta de que as habilidades técnicas são muito mais fáceis de serem ensinadas aos funcionários do que as comportamentais.

Assim, em vez de buscar pessoas com muita experiência ou com inúmeros diplomas ou cursos, as empresas estão preferindo olhar para o perfil comportamental dos candidatos. É por isso que as soft skills tornaram-se a menina dos olhos dos recrutadores.

Neste contexto, a lógica do mercado tem sido: contrate caráter, treine habilidade. Podemos interpretar essa frase em sentido mais amplo, sendo caráter todas as habilidades comportamentais (soft skills) e habilidades como sendo as hard skills.

O que você precisa entender é que, ao contrário do que acontecia no passado, formação e experiência já não bastam. Para se destacar no mercado de trabalho, você precisa desenvolver suas soft skills.

Afinal, se as soft skills são as competências ligadas ao comportamento e personalidade do profissional, sendo compreendidas por habilidades mentais, emocionais e sociais, tratam-se de diferenciais.

Isso se deve ao fato de que, como você verá a seguir, as hard skills são mais facilmente ensinadas, por tratarem, normalmente, de procedimentos. E processos são mais fáceis de aprender do que comportamentos, você não acha?

Por isso o desenvolvimento das soft skills são tão importantes no cenário atual.

Ademais, as soft skills também nos diferenciam das máquinas. Tanto que, alguns estudiosos do assunto, as chamam de “fator humano”.

Por isso, para que seu lugar não seja facilmente ocupado por uma inteligência tecnológica, é preciso que você tenha o seu lado humano, isto é, suas soft skills, bem desenvolvidas.

Baixe grátis nosso eBook:Autodidatismo para iniciantes

Conheça os 5 passos para se tornar autodidata, mudando hábitos e desenvolvendo habilidades complementares. Ser autodidata é mais fácil do que você imagina e nós vamos te provar isso!

Autodidatismo para iniciantes

E o que são as hard skills?

As hard skills são as “habilidades difíceis”, consideradas assim por serem técnicas. Mas como você leu neste artigo, as habilidades técnicas não são necessariamente mais difíceis do que as comportamentais.

Por serem técnicas, as hard skills são mais simples de aprender, pois demandam apenas a compreensão de processos. Elas também são facilmente mensuráveis, ao contrário das soft skills.

Alguns exemplos de hard skills são: fluência em um idioma, elaboração de folha de pagamentos, domínio de uma ferramenta, habilidades em desenvolver ou utilizar softwares, aplicação de certa metodologia, como o scrum, etc.

Como dito, essas habilidades técnicas podem ser facilmente mensuradas e, normalmente são adquiridas por meio de cursos, graduações, especializações, treinamentos, livros, ou até mesmo com a experiência de trabalho.

Ainda hoje, as hard skills são os tópicos principais em um currículo e podem ser comprovadas por meio de certificações, diplomas ou testes.

Todavia, diante da relevância que as soft skills vêm adquirindo, demonstra-se importante acrescentá-las ao seu currículo.

Não sabe como? Vamos te ensinar!

Soft skills no currículo: como apresentar suas habilidades comportamentais

Como falado, uma das diferenças mais marcantes entre as soft e as hard skills diz respeito a sua mensuração.

Enquanto as hard skills são facilmente comprovadas e mensuradas, através de certificados ou tempo de experiência, as soft skills não obedecem a mesma lógica.

Por se tratarem de habilidades subjetivas, as soft skills são dificilmente medidas. Elas são mais perceptíveis durante a convivência com o colaborador, no dia a dia da empresa.

Todavia, uma vez que você tenha plena convicção de que possui determinadas soft skills bem desenvolvidas, você pode apresentá-las em seu currículo da seguinte maneira:

  1. Apresente-as dentro de um contexto. Não faça uma lista: uma lista genérica de soft skills não passará credibilidade. Ao apresentar suas competências, coloque-as em um contexto onde você consegue mostrar os resultados que obteve.
  2. Dê exemplos e conte fatos que demonstrem suas características. Mas lembre-se de ser o mais sucinto possível para não cansar o recrutador com um textão sobre suas experiências.
  3. Use e abuse do storytelling, para demonstrar as situações nas quais você se sobressaiu em virtude das suas competências. Suas soft skills devem estar contidas nos exemplos práticos de atividades realizadas em experiências profissionais anteriores.
  4. Nunca, jamais, nunquinha minta no currículo. Dizer que você é um bom líder, sem nunca ter experimentado essa posição, poderá te colocar em maus lençóis. Por isso, em hipótese alguma, minta a respeito de suas habilidades.

Uma dica valiosa é estudar bem a empresa para a qual você está se candidatando e analisar o perfil dos seus funcionários. Experimente pesquisar sobre ela no Google, veja o LinkedIn dos seus potenciais colegas e apresente as skills que possam despertar maior interesse nos recrutadores.

Agora que você já está careca de saber o que são as soft skills, qual é a importância das soft skills e como apresentá-las no seu currículo, aprenda agora como desenvolver essas habilidades comportamentais.

Soft skills: como desenvolver as habilidades comportamentais

Se você acompanha o Blog da Apetrecho Digital, já sabe que todas as habilidades podem ser aprendidas. Todas: sejam elas hard ou soft skills.

Ainda que algumas pessoas nasçam com maior propensão a certas atividades, em virtude de suas características pessoais, o comportamento humano não é imutável.

Logo, se é possível mudar o comportamento humano, também é possível que novas habilidades sejam desenvolvidas. Descubra como:

Conhece-te a ti mesmo!

O primeiro passo para o desenvolvimento das soft skills é o autoconhecimento.

Você precisa saber quais são as habilidades que você possui, as que precisa melhorar e as que precisa adquirir.

Também é importante que você analise quais habilidades são necessárias para alcançar seu objetivo dentro da empresa ou na sua vida. Ter objetivos bem definidos tornará sua jornada de desenvolvimento muito mais fácil.

Para identificar seus pontos fortes e fracos, vale a pena pedir feedbacks dos seus colegas, superiores, amigos e familiares. Ao fazer tal solicitação, lembre-se de estar preparado para receber elogios e críticas e de não levar isso para o lado pessoal.

Pratique o Meta-aprendizado

O meta-aprendizado é o processo consciente pelo qual o indivíduo analisa o processo de aprendizagem, a fim de torná-lo mais efetivo de acordo com aquilo que é o seu interesse.

Agora que você sabe o que precisa desenvolver (pois fez uma análise de autoconhecimento), você deve analisar os seguintes aspectos:

  • Por que você quer aprender isso?
  • O que, de fato, você quer aprender?
  • Como você vai aprender?

Essa análise é o que chamamos de meta-aprendizado. Em vez de sair por aí lendo livros e consumindo cursos aleatoriamente, observe se essa é a melhor maneira de aprender aquela habilidade.

No nosso artigo sobre meta-aprendizado, ensinamos a criar um mapa do meta-aprendizado. Não deixe de conferir!

Adote o Lifelong Learning

O lifelong learning ou educação continuada, é a busca pelo aprendizado de novas habilidades e assuntos durante toda a vida. Consiste, portanto, num processo de qualificação contínua, tanto no âmbito profissional, quanto acadêmico ou pessoal.

Para desenvolver suas soft skills, você deve incorporar ao seu dia a dia o hábito de aprender. Tornar o aprendizado de novas habilidades algo natural ajudará muito no desenvolvimento de suas habilidades comportamentais.

Lembre-se de ter persistência e não desistir na primeira dificuldade. Tenha paciência consigo mesmo e não desista! Todos os seus esforços certamente serão recompensados (agora ou no futuro).

No Blog da Apetrecho, temos vários artigos sobre soft skills. Que tal começar por aqui?

Escolha a soft skill que deseja aprender e boa leitura!

Baixe grátis:9 dicas poderosas para melhorar seu intelectoConfira 9 dicas realmente eficientes para melhorar o seu intelecto! Descubra como ser mais inteligente adquirindo os hábitos certos e fazendo simples mudanças no seu comportamento.BAIXAR AGORA
Capa eBook
Continue aprendendo
Entenda o que é Social Learning e como o ambiente e as pessoas interferem naquilo que você aprende

Você sabe como as pessoas ao seu redor, as coisas que você assiste e os locais que você frequenta interferem no seu aprendizado? Descubra agora como o Social Learning afeta sua vida!

Aprendizagem
7 dicas incríveis para aumentar sua confiança no trabalho e conquistar seu chefe (ou equipe)

Descubra como se tornar confiável e confiante e veja como isso pode afetar positivamente suas relações no trabalho.

Soft Skills